o novo jeans

A “ditadura” da calça skinny jeans acabou! Amém.

Não que eu não goste desse estilo de jeans, mas ao contrário da maioria, eu penso que não é uma peça tão democrática. Apesar de 99% da população do país morrer de amores por essa peça, o jeans skinny destaca tanto pontos positivos, quanto negativos.

Por isso é bom saber que atualmente nas lojas tem surgido opções e estilos pra todos os gostos, especialmente os mom jeans, e outros modelos não tão grudados ao corpo.

Isso provavelmente tem a ver com o retorno dos anos 90, que desde o ano passado tem ditado as novas tendências da moda.

Victoria Beckham que o diga.

Adoro esse tipo de calça jeans, e acho que a peça traz muito mais informação de moda e também elegância, já que não desenha tanto o corpo.

E o segredo pro look não ficar datado, é misturar com peças básicas ou bem atuais, como cropped e óculos de sol pequenos.

Onde comprar?

Zara, Renner e C&A tem as melhores opções com os melhores preços.

C&A R$ 59,99
Continue Reading

Scrunchies

Já tá sabendo dessa tendência?

Não!

Eu te conto: lembra daqueles amarradores de cabelo de tecido que bombaram nos anos 80 e 90? Eles voltaram, mas com uma cara nova e super divertidos.

Ideal pra usar no verão e pra complementar o look de uma maneira simples e econômica. Qualquer jeans e camiseta ficam mais alegres com o acessório.

Mas a melhor notícia de todas é que eu tenho esse produto pra vender.

Resolvi colocar a minha máquina de costura pra trabalhar e fiz vááárias scrunchies pra quem quiser entrar nessa tendência.

Todas as peças são feitas manualmente e com aproveitamento de retalhos, o que faz essa moda ainda mais legal, porque torna o produto sustentável.

Se você se interessou, pode entrar em contato pelo meu Instagram @milorenzi

Lá tem todos os modelos, opções de cores e informações pra você fazer sua encomenda.

Continue Reading

Tecidos – O que você precisa saber

Não manja nada de tecidos?

Eu te ajudo.

Pra começar, tem uma coisa básica que você precisa saber.  Existem tecidos naturais e sintéticos.

Os naturais são feitos com fibras naturais (dã! rs). Os mais populares são algodão, linho, lã e seda. Estes tecidos te permitem respirar, ou seja, não retem o suor e são indicados pra uso no verão, porque te deixam mais fresquinhx.

Quem sabe por isso, a grande tendência deste verão tenha sido o linho, porque é uma fibra natural indicada pro nosso clima quente. Já viu que tem roupa de linho em TODAS as lojas, das mais chiques as mais populares?

Já a outra categoria são os tecidos sintéticos ou artificiais, ou seja, aqueles que são produzidos em fábrica, detonam o meio ambiente e são utilizados misturados com fibras naturais ou na produção da peça inteira, pra baratear o processo de fabricação.

São eles os famosos poliéster, acrílico, elastano, poliamida, nylon, lycra, viscose, acetato.

Outra alternativa é o liocel, já ouviu falar? Essa é uma nova alternativa. É uma fibra artificial obtida da celulose da polpa da madeira de árvores de florestas auto-sustentáveis. Estas árvores são produzidas geneticamente com a finalidade exclusiva de conseguir uma polpa mais branca e de melhor qualidade, utilizando-se de menos produtos químicos para obter a fibra.

Descobri esse tecido recentemente, quando notei a composição de uma roupa da Renner.

Não recomendo muito a compra de peças em fibras artificiais, mas é inevitável, especialmente porque esses materiais tem um atrativo maravilhoso: NÃO PRECISAM SER PASSADOS A FERRO. Além de serem mais duráveis.

Então, amiga dona de casa, não quer passar roupa? Dá-lhe tecido sintético. Mas já vai sabendo que a roupa pode te fazer passar calor e deixar um cheiro desagradável.

Como saber do que a roupa é composta? 

Olhe a etiqueta branca que fica dentro da peça, geralmente costurada na lateral da roupa. Assim ó:

Continue Reading

Como otimizar seu armário – Dicas Simples

Muita gente quer dar um up no visual e organizar o armário, mas não sabe muito bem por onde começar.

Na primeira etapa da minha consultoria eu indico uma coisa muito simples: tirar peças “estragadas” do guarda-roupa.

Estragadas, na verdade, é só modo de dizer… Sabe aquelas peças descosturadas, com furos, manchadas… mas que você tem apego e nem sabe bem porque? Essas são peças que eu incentivo a pessoa a se desfazer ou então consertar.

A primeira etapa de qualquer consultoria de imagem deve ser a avaliação do armário, e isso consiste em fazer uma triagem, retirando do closet peças que já tiveram dias melhores. Quando você exclui roupas que estão danificadas (ou então as reforma), você automaticamente evita usar peças que te deixam com um ar desleixado ou cansado, o que ajuda a passar uma imagem mais “refinada”, digamos assim.

Por isso, aproveite que o ano tá começando e tire um tempinho pra meter a mão no seu armário e excluir ou arrumar peças danificadas do guarda-roupa.

Aproveitando… já que você vai fazer esse esforço, tire da sua vida peças que não te servem mais. A gente sempre tem no armário peças um número menor, ou um número maior. Aquelas que a gente bota fé que um dia vai servir de novo. Só que esse dia nunca chega, né?!

O legal mesmo é retirar essas roupas da sua frente, e só manter no armário o que te serve HOJE. O que te traz alegria (vibe Marie Kondo), e não aquilo que te faz lembrar que você engordou!

Então, bora lá?

  1. retirar peças danificadas
  2. retirar peças que não servem

Faça isso, depois entra em contato comigo pra gente completar a consultoria de imagem e você começar 2019 mostrando pro mundo sua melhor versão.

O preço da consultoria é muito mais em conta do que você imagina.

 

 

Continue Reading

Já ouviu falar de Jacquemus?

Simon Porte Jacquemus é um designer de moda francês e fundador da marca de moda Jacquemus.
Com apenas 28 anos de idade o estilista tem atraído a atenção de muitas celebridades pelo seu desing simples mas ao mesmo tempo contemporâneo.
Dentre as muitas criações da marca, o que me chama muita atenção são as camisas brancas re-criadas, que já foram usadas por Rihanna e Kim Kardashian e muuuitas outras famosas.

Acho incrível como uma peça tão simples como uma camisa básica pode se transformar em uma peça tão importante só com pequenos detalhes, como uma amarração ou uma alteração de comprimento, transformando a peça em um vestido.

Porém o preço das peças acompanha toda essa criatividade! Em média cada uma custa em torno de 300 ou 400 euros.

Maaaaaaas, se você quiser se inspirar e recriar o look em casa, com uma opção mais acessível, pode optar por essa da Renner, que eu encontrei por R$ 119,90, e colocar a cabeça pra funcionar. Só usar uns truques de styling, comprando um tamanho maior que o seu e fazendo amarrações diferentes, ou quem sabe, usando a peça caída nos ombros.

Ah, e no verão, uma camisa branca é uma ótima opção pra usar como saída de praia!

Continue Reading

Como estar bem vestida sem salto

Essa é uma pergunta frequente na hora de se vestir. Sempre tem aquele dia que a gente precisa de conforto pra fazer mil coisas no dia-a-dia.

Ou então, muitas mulheres tem alguma condição física que as impede de usar salto, por motivos de saúde mesmo. E não é por isso que ela vai usar sapato ortopédico. rs.

Atualmente são várias opções lindas pra se usar em qualquer tipo de estilo, das mais românticas as esportivas.

A mule sem salto é incrível pra deixar o look mais moderno. Fica linda com calça jeans skinny ou vestidos fluídos.

 

Sandálias metalizadas também elevam o look e deixam tudo mais elegante. Podem ser combinadas com vestidos ou shortinhos jeans com blazer.

Sapatos de tecidos estampados também causam um impacto diferente no visual e trazem mais interesse pra uma roupa mais básica. Essa sandália com estampa quadriculada (vichy), eu usaria com uma saia ou blusa de listras, por exemplo, pra fazer um mix sutil de estampas.

Quanto mais delicado o sapato, mais lindo o look.

Uma alternativa pros tênis, pra quem não curte ou não sabe muito bem como combinar algo muito esportivo com roupas mais arrumadas, é o slip on, esse modelo mais simples que também deixa a roupa mais moderna na hora.

Viu, não precisa nem pensar muito. Só escolher um estilo que se encaixa com o seu e pensar num sapato sem salto pra ser o seu curinga da vida.

Continue Reading

Preto combina com tudo?

Não.

Nem sempre fica legal combinar preto com todas as outras cores.

Temos essa ideia de que na dúvida, combinamos qualquer roupa com acessórios pretos, ou com outra peça preta. Mas nem sempre essa combinação serve pra todo mundo.

Dentro da análise cromática, a cor preta é a mais escura, sendo o resultado da falta parcial ou completa da luz. É o oposto exato do branco. Como branco e o cinza, é uma cor acromática, literalmente, uma cor sem cor ou matiz.

Dito isso, veio por meio deste singelo post informar que preto nem sempre fica bem em todo mundo.

CALMA! Não me matem! Eu explico.

Pessoas de pele muito clara ou muito escura podem deixar o semblante “triste” com o uso de algo preto perto do rosto. Assim como a cor escura pode ressaltar olheiras ou alguma outra característica do rosto que você queria disfarçar, como alguma cicatriz, por exemplo.

Já na hora de combinar as roupas, combinar uma cor pastel com preto pode ser meio desastroso em termos de proporção.

O contraste excessivo entre uma cor muito clara e uma cor escura “corta” a silhueta, e enquanto você tá pensando que tá super disfarçando o quadril largo com uma parte de baixo preta, o contraste com a bRusinha azul clara pode estar evidenciando ainda mais que a parte de cima do teu corpo é menor do que a de baixo.

Por isso eu defendo muito o uso do que eu chamo de *cores de transição” na hora de vestir e combinar as peças. Por exemplo: rosa claro + cinza é muito mais suave ao olhar do que o contraste entre rosa claro + preto. Assim, quando a pessoa percorre o olhar no seu corpo não vai notar nenhum divisão radical, mas o olho “passeia” sutilmente e a pessoa acaba notando melhor seu look num conjunto.

Assim ó:

Talvez no primeiro look daria pra trocar a bota preta por uma cinza

Notou a diferença?

Mais uns exemplos de cores de transição: azul marinho, roxo, verde musgo, marrom claro…

Cinza claro com verde militar. Moderno e suave

 

 

Tudo azul marinho ao invés de tudo preto. Ótima opção pra sair um pouco do preto total

Azul marinho com verde também rola

Marrom, bege, rosa. Muita harmonia entre o claro e o escuro

Conclusão: o pretinho básico NUNCA vai ser deixado de lado, mas dá pra prestar mais atenção na hora de combinar os looks pra deixar tudo mais harmonioso.

Continue Reading