Vestidos para trabalhar no verão

Verão é uma época do ano muito gostosa, mas a maioria de nós tem que trabalhar na estação mais quente do ano. Então a dica do dia é pra encontrar vestidos modernos pra usar no trabalho sem passar calor.

A primeira coisa é olhar a composição do tecido da peça. As fast fashion e lojas mais populares utilizam muito poliéster, que é proveniente de fibras artificiais/sintéticas. Ele tem a aparência de um tecido, mas, na verdade, é um fio de petróleo. A desvantagem desse material é o fato de barrar a entrada do ar e não permitir a saída do calor do nosso corpo, deixando uma sensação de abafamento.

A saída é procurar ler as etiquetas das peças, pra ver a composição do tecido. Indico procurar vestidos com uma maior porcentagem de algodão ou viscose, que são tecidos que fazem parte do grupo dos tecidos feitos com fibras naturais (ao lado da lã, do linho e da seda). Esse tipo de tecido se ‘comporta’ naturalmente, ‘respira’, o que é sua maior vantagem. Ou seja, o ar de fora consegue penetrar na peça, e ela permite que o calor de nosso corpo saia. Dessa forma, a sensação térmica é melhor, a peça não fica com cheiro ruim, é mais fresquinha.

Outra característica importante diz respeito à sua durabilidade. A roupa de algodão dura mais, é mais resistente a lavagens na máquina, ao ferro de passar. Não há como negar que é uma peça de mais qualidade, tem uma aparência melhor, sem brilho.

Pro nosso calor, a melhor opção são as fibras naturais.

 

Outra coisa que eu percebo que as vezes é complicado encontrar vestidos frescos mas adequados pro ambiente de trabalho. Pra passar uma imagem mais profissional é recomendado evitar decotes muito profundos e comprimentos ultra curtos, dois detalhes que muitas peças de verão tem, até pra se adequar a temperatura.

Por isso, a tendência dos vestidos midi é muito legal pro nosso verão. Esse comprimento é adequado, te deixa chique e ao mesmo tempo moderna.

Mas se você não abre mão dos curtos, é legal procurar por peças que não tenham muito decote. Pra mostrar mais embaixo e tapar um pouco em cima.

  

Vale usar vestido midi com tênis ou sapato sem salto, sem problema nenhum.

Finalmente, tem a opção de usar vestido longo no trabalho. Aí, só são necessários pequenos cuidados, pro visual não fica tipo, “acabei de sair da piscina”, optando por tecidos que tenham uma certa estrutura, ou modelagem mais justa na parte de cima do corpo.

Continue Reading

Coloração Pessoal

A coloração pessoal observa o efeito das cores comparado ao tom de pele, dos olhos e dos cabelos de cada pessoa.

Ou seja, quando você encontra uma pessoa e pensa: “nossa, como ela tá pálida, parece doente!” ou então pensa “gente, ela tá radiante hoje“, grandes chances dessa impressão ter a ver com a cor da roupa que a pessoa está usando no dia.

Há alguns meses atrás eu fiz um curso no Senac sobre esse tema, pra ajudar na minha profissionalização na área de moda e complementar meus serviços de personal stylist e consultoria. Foi um curso muito bom, super informativo e que me capacitou pra aplicar a análise de coloração pessoal em clientes. Único detalhe é que ainda não tenho o kit de equipamentos pra aplicar a análise na prática.

Mas ok. Isso não me impede de passar pra vocês um pouco do conhecimento que aprendi e, especialmente, minha situação pessoal, pra vocês terem uma noção do tema.

Primeiro, é feita uma análise do meu contraste. Ou seja, ele pode ser baixo, médio ou alto. Faz-se uma comparação da cor da pele com a dos olhos e dos cabelos. Neste quesito, eu sou médio pra alto contraste, porque minha pele é uma cor mais clara, com cabelos e olhos castanhos, mas sem muita diferença de cor.

Um contraste tipo, Juliana Paes #meachei

O próximo passo é definir se eu sou uma pessoa que combina com cores frias, quentes ou se eu sou neutra (e daqui se abre um mundo de possibilidades). No caso, eu sou neutra, pra dar mais emoção ao processo.

Beleza, se eu sou neutra, combino com uma infinidade de opções e o critério de escolha da minha cartela de cores é intuitiva. Deve-se testar as cores que ficam bem em mim, em um processo que é feito por uma profissional, em um local adequado, com iluminação boa e com uso de um kit de tecidos com cores específicas, pra testar a fundo o que realmente fica melhor pra cada pessoa.

Nisso, descobri que a minha cartela de cores é o OUTONO SUAVE.

Nada de cor gritante pra mim

Essa descoberta foi muito interessante pra mim, porque na verdade nunca gostei muito de algumas cores mais vibrantes, como o vermelho, por exemplo, embora seja uma super tendência pro verão, como já falei aqui. Lógico que essa regra não me impede de usar a cor que me der vontade, mas, se um dia eu tiver uma festa pra ir, como uma formatura, um casamento, ou um evento formal em que eu vou ser o centro das atenções, eu posso me valer da minha paleta pra achar uma roupa que possa me valorizar mais.

Também não vou me livrar de nada no meu guarda-roupas que não esteja na minha cartela, mas daqui pra frente posso me basear nesse conhecimento pra comprar algo novo.

É uma ferramenta super útil pra utilizar na moda, não só pra comprar roupas, mas também pra montar looks, porque a gente aprende a combinar cores de uma maneira diferente, que a gente nunca tinha pensado antes.

Se você se interessou em descobrir qual a sua cartela de cores, indico a minha professora de curso, que é uma ótima profissional. É só falar comigo pra pegar o contato dela.

E se quiser contratar os meus serviços, posso aplicar muitos desses conhecimentos de cores e coloração pessoal na sua rotina de vestir.

Continue Reading

Consultoria de Estilo, pra quê?

Contratar uma pessoa para me ajudar a me vestir é jogar dinheiro fora.

Tenho amigas que sempre me ajudam na hora do aperto.

Todo mundo diz que eu sou linda e me visto muito bem, não preciso de ninguém.

Ok, Ok! Tudo isso é verdade.

Com certeza as escolhas intuitivas que você fez ao longo da vida são essenciais pra definir o seu estilo, e tem tudo a ver com sua personalidade e tem grandes chances de estarem de acordo com o que você gostaria de usar.

Mas será que as outras pessoas tem a mesma percepção que você? Será que você está passando a imagem que gostaria?

Aí que entram os serviços de consultoria de moda e personal stylist, que vão revelar se existe adequação entre seu gosto, suas atividades cotidianas e sua personalidade.

Ainda mais no tempos corridos em que a gente vive. Saber o que vestir pela manhã sem ter que pensar muito é essencial, sabendo combinar coisas que você já tem no armário com peças chaves que vão dar um upgrade no seu look.

Pra isso, você não precisa gastar muito dinheiro. Ao contrário, meu foco é exatamente se vestir bem investindo pouco. Ou seja, saber onde procurar, o que comprar e o que vestir de acordo com o seu gosto, seu tipo físico e orçamento.

Ah, e não vou chegar na sua casa e jogar suas roupas no lixo!

A consultoria não é como esses programas radicais de TV não… Aliás, acredito que toda peça, bem combinada, tem salvação! Até porque ninguém tá podendo jogar dinheiro fora.

Entre em contato e se informe sobre meus serviços.

 

Continue Reading